Contaminação cruzada: o que é?

Assessoria de Turismo
Contaminação cruzada: o que é?

Contaminação cruzada é um termo que começa a fazer parte do vocabulário de quem descobriu alergia alimentar. Vamos aprender um pouco sobre esse “troço”?

O nome já nos traz a ideia de algo ruim e a verdade é que a contaminação cruzada deixa pais e mães de alérgicos de cabelo em pé.

Mas afinal, o que é contaminação cruzada?

O alérgeno pode ficar em superfícies pelo simples fato de se ter usado uma única vez.

É o caso do leite, por exemplo. É algo muito comum e usado na maioria das casas no Brasil.

Acontece que os lugares por onde ele passa, pode deixar “rastros” ou traços.

Recipientes plásticos, utensílios de plástico ou madeira podem acumular a proteína do alérgeno mesmo que tenha sido usado apenas uma vez. Não reutilize.

contaminação cruzada

Teflon pode ser usado se houver muito cuidado, porque riscos no teflon acumulam traços do alérgeno.

Crianças que toleram traços podem não ter problema com isso mas se a sensibilidade for alta, apenas isso já pode ser suficiente para desencadear uma reação.

Não tente a sorte com contaminação cruzada!

Seu filho usa mamadeira, copo plástico, chupeta?

Se algum destes itens teve contato com o leite de vaca ou foi lavado com a esponja de uso geral, inutilize também.

Você pode perguntar: “então devo jogar tudo fora e comprar novo?”

Absolutamente não. Jogar fora não é necessário se tiver espaço para deixar guardado (sem uso).

Imagine que conforme vocês progredirem na dieta e a criança tolerar traços, é possível usar novamente estes utensílios.

Atenção nos lugares onde a comida é feita e armazenada!

Fogão, microondas, geladeira precisam ser muito bem limpos se fizerem uso compartilhado.

contaminação cruzada

Liquidificador, batedeira e outros equipamentos de plástico devem ser usados separadamente, ou seja, ter um para o alérgico e outro para uso comum. Pois é!

Se o liquidificador for de copo de vidro não tem problema, desde que bem higienizado.

Ah, e um pano de prato para secar as coisinhas dele separadamente do que é usado para o restante.

Quem tem sensibilidade ao glúten precisa ser mais cauteloso ainda.

Isso porque a partícula do glúten pode se propaga no ar e ficar suspensa por muitas horas no ambiente.

Muito cuidado com contaminação cruzada causada por glúten!

contaminação cruzada

A contaminação cruzada pode acontecer na fabricação do alimento, no momento da embalagem, da preparação…

É bom ter uma parte da cozinha que seja apenas para o alérgico e seus itens.

Migalhas de alimentos com glúten na bancada tem alto risco de contaminação cruzada. Limpe e lave muito bem!

Até mesmo a ração dos animais pode conter glúten.

Verifique alguma sem glúten para comprar, especialmente no caso de cães e gatos.

Ter bichinhos em casa é muito bom mas se ele come ração com glúten e lambe a criança, pode acontecer uma reação.

Já pensou?

contaminação cruzada

DICA PRA QUEM VAI VIAJAR: leve sempre uma esponja, detergente e pano de prato.

Ou compre onde estiver!

Você precisará higienizar o que é de uso da criança na viagem: chupeta, mamadeira, copo, pratinho, colher…

Vai fazer isso onde? Na copa, onde todo mundo lava e tem um risco enorme de contaminação cruzada?

Sem dúvida não!

Se tiver levado na mala, pode-se fazer a limpeza dos itens na própria pia do banheiro onde ficarem.

É o melhor dos mundos?

Não, mas por poucos dias resolve bem e não tem perigo de reação.    🙂

E como tem sido a experiência na sua casa?

 

—————————–

Andreia Cartolari é casada e tem dois meninos. Fundadora da Adapte! Turismo, mudou muitas coisas em sua vida nos últimos tempos em busca de uma vida com simplicidade e muito mais significado.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *