DIETA DE EXCLUSÃO: uma luta (muitas vezes) solitária

Assessoria de Turismo
DIETA DE EXCLUSÃO: uma luta (muitas vezes) solitária

Dieta de exclusão é o nome dado a restrição que se faz no consumo de alimentos que contém o alérgeno identificado e que faz mal ao seu filho.

Os alérgenos mais comuns são: leite, trigo (glúten), ovo, soja, entre outros.

Dieta de exclusão significa dar ao seu filho alimentos sem o alérgeno que lhe faz mal.

Dieta de exclusão é um ato de amor e cuidado para com seu filho.

Apenas com a dieta de exclusão a criança pode vir a adquirir tolerância àquele alimento.

Algumas pessoas usam o termo “cura”, sinceramente eu prefiro usar tolerância.

Acredito que o organismo pode passar a tolerar certas quantidades daquele alimento após uma dieta de exclusão bem feita e se fazendo exames regularmente para acompanhar a evolução da melhora.

Jamais dê algo que contém o alérgeno por conta própria, porque seu filho “parece estar melhor”.

Isso pode levar todo o tempo e esforço feito antes, por água abaixo.

Não faça nada sem orientação médica!

É muito perigoso e estamos falando da saúde (e até mesmo da vida) dos nossos filhos!

dieta de exclusão

 

Mas fazer dieta de exclusão não é negócio simples não.

Exige muito cuidado, leitura de rótulos e preocupação com os detalhes do dia a dia das crianças, afinal, a comida permeia a vida do ser humano.

Na minha família a gente não diz pra alguém: “vai lá em casa qualquer dia”, a gente diz ” vai jantar (ou almoçar, ou tomar café) lá em casa qualquer dia”.

Temos uma forte ligação com a comida. É da nossa cultura.

A mesa não é apenas onde se faz as refeições. É lugar de conversa, de risadas, de contar como foi o dia…

A vida gira em torno da mesa!

Acontece que a dieta de exclusão do alérgeno costuma se transformar numa vida de EXCLUSÃO SOCIAL.

Isso porque há adaptações a se fazer na alimentação da criança (e até mesmo da família), o que dificulta ou limita as saídas de casa.

Mudanças não são fáceis e nem todo mundo entende e quer participar para incluir a pessoa alérgica.

Tem quem não entende, tem quem não se importa, quem acha que é bobagem, tem de tudo.

Cabe aos pais identificar onde podem ou não ir com seu filho.

Na dúvida, não vá!

Quantos convites já recusei (educadamente) por conta da impossibilidade dos meninos poderem ser incluídos de forma segura.

A pessoa pode ter boa vontade mas nem sempre depende só dela.

dieta de exclusão

 

Dieta de exclusão é coisa séria!

E quando os familiares não acreditam na nova condição?

E quando até o marido não está disposto a embarcar nessa?

Sim, a dieta de exclusão é na maioria das vezes, uma luta solitária. E normalmente, da mãe!

Que sofre, que se preocupa com os detalhes, que passa noites em claro aprendendo sobre o assunto em todos os lugares onde consegue, que chora, que se desespera, que desanima…

Que convive com a incompreensão e até indiferença das pessoas, mesmo as mais próximas.

Como diz a nutricionista Rita de Cassia: mãe de alérgico, alérgica é!

Apesar de todos os obstáculos, não desistimos! Dias de glória (quando a escola inclui, quando alguém querido quer aprender para ajudar…) e dias de aprendizado (episódio de reação, internações, noites sem dormir…).

Mas nossos filhos contam conosco!

Por isso a gente limpa as lágrimas e segue em frente! Por eles e para eles!!!  <3

 

—————————–

Andreia Cartolari é casada e tem dois meninos. Fundadora da Adapte! Turismo, mudou muitas coisas em sua vida nos últimos tempos em busca de uma vida com simplicidade e muito mais significado.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *