Seguro-Viagem: por que devo fazer um pra viajar?

Assessoria de Turismo
Seguro-Viagem: por que devo fazer um pra viajar?

Seguro-viagem é um dos primeiros itens que falam pra fechar quando se vai viajar, especialmente se for para o exterior. Mas você sabe pra que ele serve?

Tire suas dúvidas aqui.

O que é seguro-viagem?

O seguro-viagem é uma espécie de plano de saúde temporário que é válido pelos dias de contratação e conforme as normas especificadas em cada contrato.

Meu plano de saúde tem cobertura no exterior?

Os planos de saúde brasileiros não tem validade no exterior, sendo assim, o seguro-viagem torna-se uma ajuda de grande valia caso for necessário usar.

Quando devo fazer?

Pode-se fazer para qualquer viagem, mas é indispensável quando se vai para o exterior.

Qualquer época do ano você pode ficar doente, imagine se isso acontecer em plena viagem fora do país? Seu plano de saúde não tem validade lá e nem todos os países atendem estrangeiros de forma gratuita.

seguro-viagem

E se eu não usar o seguro-viagem?

Se não usar, menos mal. Melhor ter e não precisar, do que precisar e não ter.
Mas ele não serve apenas para os cuidados com a saúde. Também há outros serviços inclusos: extravio de bagagem, remarcação de passagem e assistência jurídica, entre outros.

É um gasto necessário?

Sem dúvida, é. Ele é um investimento, na verdade.

O valor pago é baixíssimo em comparação com o que se gasta pagando consultas, medicamentos e internações no exterior.

Que categoria devo escolher?

As categorias vai da mais básica às mais completas. Depende de suas particularidades (deficiência, restrição) ou necessidades.

Se a viagem for a lazer e com esportes radicais, isso também precisa ser informado na hora da contratação.

seguro-viagem

Qual a cobertura do seguro-viagem?

As coberturas principais são:

  • Atendimento médico e odontológico 24hs;
  • Seguro no caso de interrupção ou cancelamento da viagem, em caso de emergência médica;
  • Visita ao segurado hospitalizado;
  • Acompanhante em caso de hospitalização prolongada;
  • Hospedagem após alta hospitalar;
  • Remarcação de passagem para regresso;
  • Indenização no caso de invalidez permanente ou total;
  • Repatriação médica e funerária, que garante o retorno do viajante ao Brasil tanto em caso de doença e acidente quanto em caso de falecimento;
  • Assistência funeral;
  • Indenização no caso de morte;
  • Despesas farmacêuticas;

Além de:

  • Localização de bagagem extraviada;
  • Indenização no caso de extravio de bagagem;
  • Despesas jurídicas;
  • Pagamento antecipado de fiança.

seguro-viagem

Devo contratar por quanto tempo?

A contratação deve ser de, no mínimo, o tempo de duração da viagem.

Dica: sempre sugerimos que se faça 2 ou 3 dias a mais da duração da viagem. Se houver qualquer imprevisto, como atrasos de voo, você ainda continua com a cobertura.

O que devo levar como comprovante do seguro-viagem?

Imprima o contrato ou tenha o arquivo fácil caso for solicitado. Tenha também os telefones para contato em caso de emergência.

Ele pode ser exigido na imigração ou se for necessário usar.

Dica: deixe estes dados também com alguém de sua confiança no Brasil.

seguro-viagem

É obrigatório fazer um para ir à Europa?

Quem vai viajar para a Europa não tem opção, é sim obrigatório fazer.

A maior parte dos países europeus exige que o turista tenha um seguro-viagem com cobertura de, pelo no mínimo, 30 mil euros para entrar no continente. Fora do tratado estão Bulgária, Croácia, Irlanda, Reino Unido e Romênia.

E na América Latina?

A maioria dos países não exige seguro-viagem, com exceção de Cuba e Venezuela. O limite mínimo para o de Cuba é de US$ 10 mil, enquanto a Venezuela tem o mínimo de US$ 40 mil, além de US$ 1 mil que cobre furto, roubo ou perda de bagagem.

seguro-viagem

Precisa pra ir à Disney?

Precisa sim. Os Estados Unidos, não apenas a Disney, é um lugar onde é essencial você ter o seguro-viagem.

Lá, ele não é obrigatório mas eles também não tem um sistema gratuito de saúde para atender quem precisa, mesmo que seja algo simples. Na prática, significa dizer que se não tiver seguro-viagem e precisar de algo, é bom rezar. Absolutamente tudo é cobrado e o impacto no orçamento da sua viagem pode ser bem alto.

Não tem porque tentar a sorte num caso desses, não é mesmo?

Ainda ficou com alguma dúvida?

Se precisar de ajuda com a escolha do seu seguro-viagem, a Adapte! Turismo pode te ajudar com aquele que melhor se enquadra em seu perfil.

Nos envie um e-mail (andreia.cartolari@adapteturismo.com.br / adapteturismo@gmail.com) ou acesse nosso website e teremos prazer em ajudar.

 

—————————–

Andreia Cartolari é casada e tem dois meninos. Fundadora da Adapte! Turismo, mudou muitas coisas em sua vida nos últimos tempos em busca de uma vida com simplicidade e muito mais significado.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *